Cupom 5% de desconto na primeira compra!

Além de Salém - Alemdesalem.com.br

As 05 coisas que não combinam com a espiritualidade

A evolução espiritual constante –  As 05 coisas que não combinam com a espiritualidade

Este é um tema polêmico, onde mais uma vez seremos questionados sobre nossas escolhas, sobre o uso consciente do nosso livre arbítrio.

Conhecemos vertentes da Magia que seguem uma linha de raciocínio diferenciada, onde a liberdade é sua base, porém a interpretação da mesma pode ser uma via de mão dupla.

Nossas escolhas dentro do campo da espiritualidade especialmente, poderão nos conduzir a caminhos cruzados, traçados, com ou sem grandes obstáculos. Devemos estar cientes, que cada uma delas possui um destino.

Somos donos dos nossos caminhos, responsáveis por nossas escolhas, consequentemente responsáveis pelas consequências.

Não se trata de dogmas, proibições, ou dualidade com as quais não compactuamos dentro da antiga arte. Se trata unicamente do respeito para com o seu ‘eu’ interior, com seu templo sagrado, com a energia que o cerca e com aquilo que atrai.

As 05 coisas que não combinam com a espiritualidade

Fundamentado no respeito para com o nosso sagrado, abordamos hoje, quais são os obstáculos que podem dificultar a jornada evolutiva do ser humano.

Utilização de substâncias que alteram e estado de consciência

Alcance o despertar de seus sentidos de forma consciente

Muitas pessoas acreditam, que num estado de consciência alterado por substâncias alucinógenas, poderão ampliar seus sentidos e conexão com o plano astral. Esta na verdade é uma grande ilusão. Acreditar que a espiritualidade irá apoiar algo que trará sérios danos ao corpo físico e espiritual do indivíduo, definitivamente não faz sentido algum.

Além destes danos que acumulam carma para as próximas reencarnações, o uso de drogas ou álcool atraem entidades de baixíssima vibração.  Espíritos obsessores atraídos pelo vício de suas vidas passadas, que se utilizam desse ‘ponto fraco’, para agir de modo devastador.

Banalização sexual

Quando o assunto é sexo

Já falamos aqui no blog sobre a troca fluídica sexual e energia com as quais nos conectamos durante este ato. Ressaltamos a importância dos carregadores de códigos que constituem a nossa criação e essência vital (confira o artigo).

O desrespeito com seu templo sagrado (corpo), troca de energia sexual de modo desregrado, trazem desequilíbrio espiritual, alimentando energias densas, que podem nos causar diversos transtornos.  No livro espírita Vida e Sexo de Emannuel, tem uma menção qual deveríamos refletir:

“…entendendo-se que todos os compromissos na vida sexual estão igualmente subordinados à Lei de Causa e Efeito; e, segundo esse exato princípio, de tudo o que dermos a outrem, no mundo afetivo, outrem também nos dará.”

À medida que evoluímos, passamos a compreender que a energia sexual envolve o impositivo de discernimento e responsabilidade na sua aplicação.

Superexposição e falta de seleção pessoal

Energia que atraímos ou buscamos

Buscar autoafirmação através da superexposição é um outro ponto negativo na jornada evolutiva. Não estou sugerindo isolamento, e sim a seleção pessoal das pessoas com as quais compartilhamos nossa intimidade. Pessoas significam energias, muitas vezes desnecessárias em nosso caminho. Observando nas redes sociais, constato que alguns praticantes de Magia, chegam até mesmo a postar publicamente fotografias de seus rituais e feitiços, eu questiono se de fato eles adquirem resultados positivos com esta exposição.

Sejamos reservados, prudentes e responsáveis para com nossa espiritualidade e para conosco. Como disse Confúcio: “O silêncio é um amigo que nunca trai.”

Valorizar o ‘ter’ ao ‘ser’

Não que o ‘ter’ seja errado, mas o ‘ser’ é fundamental

Vivemos num mundo materialista, onde a ideologia está centralizada no consumismo, posição social, prestígio pessoal e financeiro. Na corrida eterna pelo ‘ter’, negligenciamos as vezes do ‘ser’. A escala de valores não pode ser reduzida a riquezas e conquistas pessoais. Desprezar a importância do ‘ser’ é negar a essência da vida. O despertar espiritual está estritamente ligado ao nível alcançado do ‘ser’. É o desabrochar das virtudes que eleva a vibração e depura a energia dos corpos que dispomos. Aprendemos a enxergar com os olhos da alma, fortalecendo nossas habilidades psíquicas. Em contraponto, desviar-se deste rumo, é perder o senso de direção do plano evolutivo.

Procrastinar as práticas espirituais

Disciplina e dedicação com as práticas espirituais é o segredo do sucesso

Muitos se preocupam tanto com as urgências da vida, os afazeres do dia-a-dia, e acabam com uma vida espiritual enfraquecida. Se comprometer com a espiritualidade é algo sério, que deve ser encarado como um compromisso real de vida. A procrastinação é o mesmo que ‘empurrar com a barriga’, e esta é a fórmula perfeita do fracasso para quem não leva a sério aquilo que dizem acreditar.

Como o plano astral poderá levar a sério alguém que só reserva um ‘tempinho’ para suas conexões mágicas, quando está precisando?  A Fé é um movimento constante de energia, precisamos estar conectados ininterruptamente para atingir nossos propósitos de forma verdadeira e plena.

O segredo é ter determinação, força de vontade e disciplina. É fazer uma programação regular de sua conexão, estudos, práticas e dedicação a sua fé.

Considerações finais

A mensagem que tentamos transmitir neste artigo, num resumo breve, foca em uma única palavra: Equilíbrio. É a partir deste ponto que tudo flui, que tudo acontece na medida certa.

Acompanhe nossa página no Facebook e fique por dentro de todas as nossas postagens e matérias. Visite nossa Loja Virtual e confira nossa variedade de produtos exclusivos para Magia Cerimonial e Ritualística!

Bençãos e Luz ^^