Cupom 5% de desconto na primeira compra!

Além de Salém - Alemdesalem.com.br

Você se sente abandonado pela espiritualidade?

Quando nos sentimos abandonados pela espiritualidade não paramos para pensar que o problema pode está em nossas atitudes, ou na falta delas. 

Você se sente abandonado pela espiritualidade?

Quem de nós reclusos em nossa individualidade nunca gritamos com a espiritualidade, indignados por acreditar que estávamos abandonados?

Tenho certeza que muitas e muitas vezes você já se questionou, já se sentiu injustiçado e até mesmo revoltado diante de alguma situação conflitante.

Mas porque nós, envoltos com a espiritualidade, praticantes das artes ocultas, as vezes parecemos estar abandonados à própria sorte?

Antes de você obter estas respostas é preciso ir um pouco além dos limites entre você e o seu ‘eu’ interior.

A frequência com que vemos os praticantes de ‘última hora’ é alarmante. É como se a Magia se tornasse um produto ‘Delivery’, para ser utilizada apenas nos momentos de necessidade, ao bel prazer.

É equivocada a ideia que algo tão sublime possa ser praticado em prol do egocentrismo, oportunismo ou por puro capricho.

Infelizmente são por coisas assim que muitos desacreditam e desistem deste caminho, pois não há espaço para a verdadeira Magia onde há prostração, afoiteza, irreflexão e voracidade.

Eu não me canso de dizer:

“A Magia te retorna exatamente aquilo que você oferece a ela”

Praticar Magia vai muito além do que nós meros mortais podemos pressupor, pois não é um ato físico, mas sim um ato de amor, devoção, sacrifícios, dedicação e fé.

Quem se envereda por este caminho deverá estar ciente, que por mais que não consiga ‘ver’, deverá se esforçar ‘enxergar’.

Deverá ir além de uma ou outra leitura esporádica, com a dedicação e disciplina de quem busca a sabedoria através do conhecimento constante.

Terá a obrigação de respeitar as forças com as quais está lidando, discernindo o que poderá ou não auxiliar em sua jornada.

Não há dogmas na Magia, mas há responsabilidades, e por mais que as dualidades sejam contestadas, elas se fazem presente de diversas formas em nossos caminhos, oferecendo escolhas e nos obrigando a tomar decisões.

Uma busca baseada em sintonia, fé, equilíbrio e gratidão

Num breve resumo: Se você busca progredir na Magia, precisa evoluir em sua caminhada espiritual. Precisa se dedicar, cuidar e ser grato, pois a gratidão é o reconhecimento de bênçãos que lhe são concedidas no dia a dia.

Se você adquire algo ou manipula alguma determinada situação através das praticas ocultas, precisa ter consciência que uma força está por trás disso tudo, e se você a abandona, literalmente também será abandonado.

A Magia é como um corpo vivo que precisa de energia e atenção, e dar o seu melhor significa que você terá o que é melhor dela também.

Você considera isso injusto? Então reflita através de uma suposição mais pessoal: Você tem um relacionamento, se dedica, se doa por completo, auxilia aquela pessoa de todas as formas e sempre está presente para protege-lo e ama-lo, na contramão, esta pessoa não se importa com você, não se lembra que você existe, não te cuida e não se importa como você está… isso soa bacana? Ainda te parece injusto?

Essa troca é necessária para que exista uma conexão e movimento constante. E não é somente nas praticas ocultas, mas em todas os outros segmentos.

Então antes de se sentir desamparado, sem retorno em suas práticas mágicas, se sente que seu campo de proteção anda deteriorado, se pergunte: O que você tem oferecido a sua espiritualidade?

Atitudes que comprometem suas praticas na Magia

  • Os quatro pilares da Magia são: Querer, ousar, poder e calar, e devemos levar em consideração principalmente o calar. Expor suas práticas nas redes sociais (fotos e vídeos), contar para outras pessoas o que você fez ou planeja fazer é o caminho para um retorno neutro ou até mesmo negativo.  Aquilo que ninguém sabe ninguém estraga, ou seja se você não compartilhar, não haverá interferência de energia alheia.
  • Seguindo o motivo acima, preciso complementar que quando fazemos qualquer trabalho de Magia, obviamente estamos diante de entidades que nos auxiliarão (ou não), desta forma utilizar equipamentos eletrônicos para fazer daquilo um evento, lhe parece sério? Respeito aqueles que pensam de forma diferente, mas não me agrada a ideia de utilizar ondas eletromagnéticas e alta exposição em meus trabalhos ocultos (salvo rituais anímico mediúnicos).
  • Quando trabalhamos em prol de algo elevado, mas não nos disciplinamos, dando vasão a explosões de raiva, ansiedade, proferindo palavras de ódio ou de baixo calão, quebramos um círculo sagrado do qual estávamos envolvidos, levando ao declínio de toda intenção que colocamos naquele trabalho.
  • Nosso corpo é nosso templo sagrado, quando profanamos nosso templo, enfraquecemos nossas conexões e sintonia com a espiritualidade.
  • Todos nós que nos dedicamos, nos sentimos realizados quando podemos ofertar uma ceia a nossa deidade, quando podemos utilizar uma boa vela, incenso, ervas entre outros, mas sabemos que isso existe um custo que muitos não ainda não podem arcar. Até aí tudo bem, pois estas pessoas estão trabalhando para mudar esta realidade. Mas quando o praticante pode comprar uma vela bacana, de boa qualidade, um incenso apropriado para seus rituais, mas não faz por mesquinhez? Estamos falando de devoção e não de valores materiais.
  • A falta da gratidão real e verdadeira. Sabemos pedir e pedir todos os dias, mas será que somos suficientemente gratos por tudo que alcançamos? Como expressamos esta gratidão? É preciso refletir e tomar atitudes em relação a isso, pois sem gratidão não há realização que dure por muito tempo, não há respeito e não há o exercício real da espiritualidade.
  • A procrastinação e o costume de querer tudo pronto é outro obstáculo enorme no caminho do conhecimento. Pessoas que não estudam, não pesquisam, não dedicam algum momento do seu tempo para conhecerem a filosofia que pratica, buscando respostas rápidas, ou transferindo para outras pessoas suas responsabilidades jamais conhecerão a essência desta arte. Elas se acostumam com respostas prontas e isso faz dela um escravo da sua indolência.
  • Por último e a mais importante é a fé. A inexistência ou debilidade da fé anula e aniquila qualquer possibilidade das artes ocultas trabalharem a seu favor. Ou seja, sem fé = Sem Magia.

Espero que tenhamos contribuído um pouco mais para sua jornada! Bênçãos e Luz de Além de Salém.

Acompanhe nossa página no Facebook e fique por dentro de todas as nossas postagens e matérias. Visite nossa Loja Virtual e confira nossa variedade de produtos exclusivos para Magia Cerimonial e Ritualística! Postamos diariamente no Instagram, onde você será muito bem vindo.